10 DICAS para preparar a sua viagem

Vai começar a preparar um nova aventura ou viagem? Este post é para si. Tentamos reunir num único texto, de fácil leitura, aquelas que nós considerarmos serem as 10 melhores dicas para preparar uma nova viagem. Não são truques para poupar dinheiro nem para atingir a felicidade. São sim, truques para o ajudar a tornar a sua viagem numa aventura inesquecível.



1. Escolha bem o seu destino
A escolha do destino pode parecer difícil mas não é. Todos temos um ou dois lugares do mundo que sempre quisemos conhecer. Se fechar os olhos até já se consegue imaginar lá! Verdade? Basta perder o medo, ganhar um bocadinho de coragem e lançar-se na aventura. Pode ser a primeira da sua vida, mas não vai ser, definitivamente, a última. Escolha um destino que lhe encha as medidas. Um lugar que o faça feliz. Um sonho que tenha. Pode parecer impossível mas não é. Se não ousar transpor esta barreira nunca deixará de ser um sonho. Tenho a certeza que a esta altura já escolheu o seu destino...


2. Escolha a época do ano em que quer viajar e ajuste os seus planos
Aquele lugar que escolheu tem monções na época do ano em que pode tirar férias? Quer ir para o hemisfério Sul e lá é Inverno no período em que pode viajar? Há imensos contratempos que podem fazer-lo esmorecer e duvidar se deve arriscar nesta aventura e a época do ano é uma delas. No entanto, a época do ano é um falso motivo. A maioria dos destinos são exequíveis em qualquer época do ano e até as monções e os Invernos austrais e árcticos podem ser grandes experiências. Pode no entanto fazer reajustes. Não precisa de mudar de destino. Por exemplo, nós quando visitamos a Índia e o sudeste asiático fizemo-lo nas monções. Começamos por pesquisar na internet e tentar descobrir como se deslocavam as monções no território e assim, começamos nas zonas onde as monções chegariam mais tarde, cruzamo-nos com elas apenas dois dias e depois rumamos a outras áreas onde as monções já tinham passado. Só apanhamos três dias de chuva em dois meses de viagem pela Índia. E sim, era época das monções. No sudeste asiático fizemos o mesmo e também só apanhamos dois ou três dias de chuva no Vietname. Outro exemplo é a Argentina, que para nós é um dos lugares mais bonitos do mundo. Nós estivemos na Patagónia em Abril, Maio e Junho e, acreditem, pode ser frio, mas se forem bem equipados, há sol, o alojamento é bom e quente e a viagem é ainda mais memorável. O Inverno austral não é muito diferente do nosso Inverno.


3. Compre o bilhete de avião
Comprar bilhete de avião pode ser o passo mais difícil. Lembro-me perfeitamente da minha primeira viagem. Andei a adiar comprar o bilhete de avião durante semanas. Sabia que esse era o passo decisivo. E é mesmo, depois não há retorno. A viagem define-se toda aqui. Basta ter coragem e lançar-se nessa aventura.


4. Pesquise sobre o seu destino
Depois de comprar o bilhete de avião não há volta a dar, vai ter de ir! E logo depois do pânico inicial vem o entusiasmo e a adrenalina. Esta é a altura ideal para começar a pesquisar sobre o destino. Nós perdemos horas nesta parte da viagem. Adoramos estender o mapa na mesa, rodeado de livros, atlas, guias e internet. Os olhos percorrem as letras e as fotografias e começa a criar-se um conjunto de lugares que queremos conhecer. Gostamos de perder imenso tempo com esta fase porque não gostamos de chegar aos lugares e ficar com a sensação que havia algo magnífico ali perto e nós não visitamos porque não conhecíamos. Assim, pesquisamos em vários locais e não dispensamos os magníficos blogues pessoais que existem na internet. Hoje, mais do que nunca, são um recurso importantíssimo.


5. Prepare um itinerário (roteiro)
Depois de seleccionar os lugares que quer visitar está na hora de criar um roteiro. É importante definir o número de dias que quer passar numa cidade ou num determinado lugar. Isso dependerá muito do que quer fazer. Se quer fazer determinadas actividades como trekking, canoagem, rafting ou passeios, deve ter dias suficientes para os planos que tem. Por outro lado, se gosta de visitar museus, as grandes cidades vão-lhe consumir muito tempo. Quando começar a delinear um roteiro deve ter em consideração o que quer fazer em cada um dos lugares onde vai ficar. Deixe também algum tempo livre para imprevistos. Nós temos alguns roteiros disponíveis na internet. Podem dar uma olhada aqui


6. Marque os alojamentos
Com o roteiro definido há que passar a questões práticas, tais como o alojamento e transportes. Antes de marcar os alojamentos deve certificar-se dos tempos necessários para efectuar os percursos entre os locais que tem no roteiro. Com essa questão tratada, é fácil saber onde vai estar nos diferentes dias da viagem. Há agora que marcar o alojamento. Para quem viaja há bastante tempo, a questão de marcar alojamento através da internet pode parecer básica, mas para quem começa a viajar, esta pode ser uma tarefa que levanta várias questões. Assim, neste post esclarecemos algumas dúvidas sobre a marcação de alojamento. No entanto, há algumas coisas que deve ter em atenção. Nós privilegiamos alojamentos bem localizados, com cozinha equipada, pequeno-almoço e com bons reviews ao nível da segurança. Veja o que para si é importante. 


7. Faça um seguro de viagem
Ninguém programa as viagens a pensar no pior mas já diz o ditado popular "o seguro morreu de velho". Assim é melhor fazer um seguro antes de iniciar uma viagem. Já imaginou como vai pagar um resgate de helicóptero na montanha só porque não comprou um seguro de viagem? E se tem um acidente de viação ou um problema grave de saúde num país estrangeiro? Sabe os custos de uma cirurgia num hospital privado na Índia, no Canadá ou na África do Sul? Esqueça. Se souber quanto custam estas coisas vai acabar por desistir da sua viagem. O melhor é fazer um seguro de viagem e pensar apenas na parte positiva da aventura. Há imensos seguros e seguradoras onde o pode fazer. O seguro mais completo pode ser feito através da internet na World Nomads. Os preços variam muito e dependem essencialmente das actividades que vai realizar em viagem, mas para viagens normais sem actividades extra, começam em valores que rondam os 25€ por semana, por pessoa, ou 48€ para duas pessoas. Pode ainda optar pela versão Standard ou Explorer. A última apresenta uma cobertura superior e nós normalmente recorremos a esta já que a diferença de preço é reduzida.

É importante saber isto quanto aos seguros da World Nomads:
- O período mínimo da apólice é de dois dias, o máximo um ano.

- Actividades como ski, snowboarding, mergulho, escalada, surf, etc, não estão cobertas pelo seguro. Se vai realizar actividades deverá acrescentá-las à sua apólice. Pode ver a lista de actividades extra aqui.

- Os preços variam com os destinos e a duração da viagem. Pode testar a sua situação aqui.

- O seguro cobre inclusive o roubo de material electrónico, computador e material fotográfico mas os valores são geralmente abaixo dos valores do mercado. Para saber mais veja aqui.

- Se quiser que o seu seguro cubra material específico de elevado valor como material fotográfico, de escalada, surf ou mergulho, tem de os acrescentar e pagar um valor acrescido. No entanto, o seguro só permite acrescentar um valor máximo de 1400€. Cabe, no entanto, realçar que deve ter facturas de compra destes materiais ou fazer prova de que lhe pertenciam.


8. Vá à consulta do viajante
Tirando viagens na Europa e na América do Norte é altamente recomendado uma ida à consulta do viajante. Nós vamos sempre. Não subestime o terreno e não acredite no que dizem os “entendidos” em viagens. Deixe os cuidados de saúde entregues a um profissional de saúde. Os viajantes percebem de viagens, os médicos percebem de saúde. Podes saber mais algumas dicas sobre segurança em viagem aqui


9. Compre o equipamento que vai necessitar e ainda não tem
Há viagens que requerem equipamento e material específico. Estamos a pensar em viagens de Inverno a estâncias de ski e snowboard, viagens de surf ou mergulho, travessias invernais ou até simples viagens de trekking e camping. Se precisa de botas de montanha, tenda, casacos térmicos, prancha, barbatanas, etc, o ideal é comprá-los antes de sair de casa. A não ser que saiba que o material poderá ser mais económico no local de destino, o ideal é já levá-lo na sua bagagem. Isto porque poderá experimentá-lo antes, perceber se é ajustado ou não, e assim evitar dissabores caso não consiga encontrar o material que necessita quando chegar ao seu destino.  


10. Prepare a sua bagagem
Ops... parece que está na hora de fazer a bagagem e partir! Yes! A aventura da viagem já começou muito antes mas nesta fase começa a contagem decrescente. Não convém começar a fazer a bagagem muito tempo antes porque quando der conta terá que a desfazer toda e refazer novamente. Vá colocando de lado as coisas que acha que necessitará e um ou dois dias antes coloque-as na bagagem. O que levar? Isso depende muito da viagem mas nós preparamos este post para si.   


Tudo pronto e tratado? Lance-se na sua nova AVENTURA

Se acha que este post lhe foi útil ajuda-nos e partilhe-o. 

Etiquetas: