Brooklyn, ou melhor, Manhattan vista de Brooklyn


Em que outra cidade seria possível ver uma ruiva esbelta entrar num Ferrari? Ok, podiam ser muitas... E se esse Ferrari estiver estacionado por baixo de uma ponte que faz parte do nosso imaginário? Está bem, ainda podiam ser algumas... Mas e se, como pano de fundo, tivéssemos o skyline mais famoso do mundo e esse Ferrari (e a ruiva) fizessem parte das filmagens da série de TV Unforgettable? Então, só podia ser Nova Iorque!


Os poucos dias que tivemos para visitar Nova Iorque não nos deixavam margem de manobra. Teríamos de deixar os outros distritos da cidade para uma próxima oportunidade, e explorarmos apenas Manhattan. E já seria tarefa de monta... Mas não podíamos deixar de dar um saltinho a Brooklyn, nem que fosse só para dali olhar em direcção a Manhattan!



Sendo assim, apanhamos o metro e saímos na primeira estação depois de cruzar (subterrâneamente) o rio East (noutro dia ainda haveríamos de o cruzar, desta vez por cima de água, pela ponte Manhattan, podendo desta vez observar a ponte de Brooklyn com os arranha-céus de Lower Manhattan como pano de fundo).



A poucos minutos a pé da estação de metro de High Street, encontra-se um parque onde podemos encontrar pessoas a fazer jogging, mas onde ninguém olha para as pessoas, pois todos os olhares se concentram na paisagem do outro lado do rio. Com a ponte de Brooklyn do lado direito e Lower Manhattan mesmo em frente, é o local quase perfeito para a foto da praxe. E de manhã, de preferência, quando o sol brilha nas nossas costas, em direcção às janelas espelhadas dos edifícios em frente.




É possível também ter outra perspectiva caminhando um pouco para montante, passando por baixo do tabuleiro da ponte. Aí tem-se a oportunidade de fotografar a ponte em grande plano, com Manhattan por trás, e foi aqui que demos de caras com a equipa de filmagens em pleno trabalho. Mais um momento Kodak! (agora que esta companhia já não existe, se calhar seria mais apropriado dizer "um momento Canon"!)




Regressamos a Manhattan, a pé, claro! Não podíamos deixar de percorrer esta ponte, que é um ícone dos EUA. Completada em 1883, ligou duas cidades que mais tarde se uniriam, e era na altura a maior ponte de suspensão do mundo, a primeira a ser construída em aço. Hoje é uma das imagens mais propagadas pelo cinema e TV, e mesmo aqueles que nunca pisarão solo americano, conhecem-na de vista.


Para percorrer o tabuleiro, usa-se uma passagem central elevada, mas toda a atenção é pouca para navegar no meio do tráfego de peões e ciclistas! A ponte faz jus a toda a sua fama e é um prazer percorrê-la de lés a lés, indo acabar junto à City Hall


É certo que Brooklyn terá muito a mostrar (basta notar que se fosse uma cidade por si só, seria a quarta maior do país!), e por isso ficamos em dívida para com ela. Pousamos lá o pé só para admirar a ilha vizinha e não ficamos para visitar as suas atracções. No entanto, ainda tivemos tempo de provar uma pizza maravilhosa no famoso restaurante Juliana's!




Mesmo assim, teremos de regressar para fazermos justiça a Brooklyn... Ou seja, uma boa razão para voltarmos!



Etiquetas: