Cockscomb - Santuário de Vida Selvagem


A Reserva Natural de Cockscomb está situada no sul do Belize, nas vertentes das Montanhas Maias. Cobrindo uma área de cerca de 400 quilómetros quadrados, é famosa pela diversidade de fauna (cerca de 300 espécies de aves!) e flora que aí pode ser observada e distingue-se por ter sido a primeira reserva do mundo dedicada à protecção do jaguar.


A entrada do parque encontra-se a cerca de 20 km a sul de Dandriga, na estrada que segue para Punta Gorda, junto à aldeia de Maya Center, onde se tem de pagar o bilhete de ingresso.


A partir daí, uma estrada em terra batida segue ao longo de cerca de 10 km, que podem ser percorridos a pé, de carro alugado ou requerendo os serviços de um táxi local (na realidade, alguém da aldeia que tem um carro e que ganha um bom dinheiro a levar os turistas) até ao escritório do parque. Aí, fazemos o registo e recebemos alguma informação acerca do parque. Existem alguns trilhos de trekking bem preservados que permitem aos visitantes desfrutar do ambiente de selva tropical, admirar algumas espécies vegetais e animais e, quem sabe, ter a sorte de avistar um grande felino.


As investigações feitas por universidades norte-americanas indicam que o parque seja o refúgio de cerca de 80 jaguares, mas estes animais são extremamente territoriais, sendo que cada macho não tolera a presença de outro no seu espaço. Sendo assim, uma vez que a área coberta pelos trilhos é uma pequeníssima parte do parque, a hipótese de um encontro imediato com um jaguar é extremamente pequena! E como a estatística não falha, não tivemos esse privilégio...


A verdade é que a vida animal não quis nada connosco! Nos diferentes trilhos que percorremos (Wari Loop, River Path, Rubber Tree), apenas observamos colibris, uma espécie de pica-pau e muitas formigas! O que não nos largou foi a elevadíssima humidade da selva, e a água que alagava os trilhos... Por isso, não sei se havia mais água no ar ou na terra!

  
O trilho mais exigente que percorremos foi o de Ben's Bluff, em que subimos cerca de 250m acima da bacia de Cockscomb, de modo a ter uma vista panorâmica. A subida foi de cerca 1 hora, mas muito árdua devido às condições climatéricas.


A partir de uma determinada altura, a vegetação tropical começou a dar lugar a uma de carácter quase mediterrânico e começamos a ter vislumbres da selva por entre as abertas das copas das árvores.


No cimo, a vista compensa o esforço, pois temos o privilégio de ter à nossa frente a bacia de Cockscomb, com o monte de Victoria Peak ao fundo a dominar o horizonte. Parece que é possível fazer uma expedição de 4 dias a esta montanha, penetrando bem fundo na selva que cobre as Montanhas Maias... Fica para uma outra oportunidade!



Estava na altura de regressar e fazer o mesmo percurso de volta a Dandriga. Voltamos desiludidos por não termos visto nem uma pegada do felino às pintas, mas felizes por termos partilhado do seu espaço e termos tido um vislumbre do que é o habitat natural deste extraordinário animal e de muitos outros que ainda encontram um refúgio neste planeta a eles cada vez mais hostil.

Etiquetas: