O velho expresso da Patagónia

O velho expresso da Patagónia faz parte do imaginário de muitos dos viajantes. No entanto, o que poucos sabem é que o tão idílico comboio se resume hoje a uma linha de menos de 100km que só funciona nos meses de verão para receber os turistas. O comboio liga as povoações de Esquel e El Maitén, no norte da Patagónia argentina.
O livro de Paul Theroux, um clássico da literatura de viagens, deixa o viajante "navegar" pelas paisagens da floresta patagónica argentina. Foi isso que eu tentei fazer, deixar-me levar pela Patagónia. Infelizmente, quando cheguei a Esquel já era mês de maio e o comboio não estava a funcionar.
De seu nome "La Trochita", este é possivelmente comboio a vapor, em funcionamento, mais antigo do mundo. Foi construído em 1922 para o transporte de madeiras e lã. Hoje, as lãs continuam a ser uma das maiores exportações da Patagónia (logo despois do petróleo) mas já não seguem no comboio. O velho expresso da Patagónia espera as centenas de turistas veraneantes que procuram este reduto dos tempos dourados.
Deixei-me, no entanto, deambular pela linha férrea, pela estação, pelas velhas máquinas expostas e, inclusive fazer um pequeno troço a pé dessa tão afamada linha patagónica.

Etiquetas: