Parque Nacional Vicente Perez Rosales

Localizado nos Andes Patagónicos, o Parque Nacional Vicente Perez Rosales é a continuação chilena do Parque Nacional Nuapi Huapi, na Argentina. Se quando visitei o parque argentino tive imensa sorte com o tempo, o mesmo não se passou agora. No entanto, não tive chuva, dei-me por isso bastante satisfeita. De manhã bem cedo apanhei um colectivo em Puerto Varas e passado uma hora e meia cheguei a Petrohué, a entrada para o parque. O lago de Todos-os-Santos domina a paisagem. O vulcão Osorno está escondido pelas nuvens negras que existem no céu. Começo o meu percurso pedestre pelo parque. O tempo começa a melhorar e o vulcão, apesar de parcialmente tapado pelas nuvens, dá um ar da sua graça. É lindo.
O lago de Todos-os-Santos é um lago de origem glaciar. Ter-se-á formado no Plistocénico, à semelhança dos seus "vizinhos" argentinos. Tal como do outro lado da fronteira, os glaciares hoje resumem-se ao cume do vulcão Osorno, misturados com rios de lava solidificados de erupções recentes. O lago está rodeado por várias montanhas para além do Osorno. Uma delas é o vulcão Ponteagudo. Nos dias de céu limpo pode-se ver também o Cerro Tronador.
Os glaciares moldaram esta paisagem há milhões de anos. Na actualidade, são os vulcões e a actividade vulcânica secundária que caracteriza a área, nomeadamente com várias fumarolas e termas. Consegui fazer um passeio de barco no lago por 2500 pesos. Foi uma sorte, porque estava a sair um barco com 4 chilenos e eu "meti-me" um pouco à pressão. O dia podia não estar perfeito mas quer o passeio, quer a caminhada, foram muito bons e permitiram-me conhecer uma área do Chile Patagónico ainda pouco explorada.

Etiquetas: