Seguindo os Passos de Jesus - Em Jerusalém

"Estando já próximo da descida do monte das Oliveiras, começou a multidão dos discípulos a louvar alegremente a Deus, em alta voz, por todos os milagres que tinham visto, dizendo: «Bendito seja o Rei que vem em nome do Senhor! Paz no Céu e glória nas Alturas!» Alguns fariseus disseram-lhe, do meio da multidão: «Mestre, repreende os Teus discípulos.» Jesus retorquiu: «Digo-vos que, se eles se calarem, gritarão as pedras.»

Monte das Oliveiras

Quando Se aproximou, ao ver a cidade, chorou sobre ela e disse: «Se neste dia tivesses conhecido, tu também, O que te pode trazer a paz! Mas isto ficou oculto aos teus olhos. Virão dias para ti em que os teus inimigos te hão-de cercar de trincheiras, sitiar-te-ão e estreitar-te-ão de todos os lados; hão-de esmagar-te contra o solo, bem como a teus filhos que estivirem dentro de ti, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, por não teres reconhecido o tempo em que foste visitada.» Depois, entrando no Templo, começou a expulsar os vendedores dizendo-lhes: «Está escrito: A Minha casa será casa de oração; mas vós fizestes dela um covil de ladrões.»Lucas 19, 37-46
 
Muro das Lamentações
"Ao voltar logo de manhã cedo para a cidade , teve fome. E, vendo uma figueira à beira do caminho, aproximou-Se, mas não encontrou nela senão folhas. Disse então: «Nunca mais nascerá fruto de ti!» E, naquele mesmo instante, secou a figueira. Vendo isto, os discípulos, admirados, disseram: «Como é que a figueira secou subitamente?» Jesus respondeu: «Em verdade vos digo, se tiverdes fé e não duvidardes, não só fareis o que fiz a esta figueira, mas, se disserdes a este monte: Tira-te daí e lança-te ao mar, assim acontecerá; e tudo quanto pedirdes com fé, na oração, recebê-lo-eis.»"Mateus 21, 18-22

Monte do Templo - Jerusalém
"Então, Jesus falou assim à multidão e aos seus discípulos: «Os escribas e os fariseus instalaram-se na cátedra de Moisés. Fazei, pois, e observai tudo o que eles vos disserem, mas não imiteis as suas obras, pois eles dizem e não fazem. Atam fados pesados e difíceis de transportar e põem-nos aos ombros dos homens, mas eles não põem nem um dedo para os deslocar. Tudo o que fazem é com o fim de se tormarem notados pelos homens. Por isso alargam as filactérias e alongam as bordas dos seus mantos. Gostam de ocupar o primeiro lugar nos banquetes e os primeiros assentos nas sinagogas. Gostam das saudações nas praças públicas e de serem chamados «Rabbi» pelos homens. [...]Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas, porque fechais aos homens o reino dos Céus; nem entrais vós nem deixais entrar aqueles que querem entrar.Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas, que devorais as casas das viúvas, com o pretexto de prolongadas orações; por isso sereis mais rigorosamente julgados.


Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas, que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito e, depois de o terdes seguro, fazeis dele um filho do inferno, duas vezes pior do que vós. [...]

Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas, porque pagais o dízimo da hortelã, do funcho e do cominho, e desprezais o mais importante da Lei: a justiça, a misericórdia e a fidelidade. Devíeis praticar estas coisas sem deixar aquelas. Guias cegos, que coais um mosquito e engolis um camelo!Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas, porque limpais o exterior do copo e do prato quando por dentro estão cheios de rapina e de iniquidade. Fariseu cego, limpa primeiro por dentro o copo e o prato a fim de que o exterior fique limpo também.Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas, porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, formosos por fora, mas por dentro cheios de ossos de mortos e de toda a espécie de imundície. Assim, também vós, por fora, pareceis justos aos homens mas, por dentro, estais cheios de hipocrisia e iniquidade.Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas, porque edificais sepulcros aos profetas e adornais os túmulos dos justos, dizendo: «Se tivéssemos vivido no tempo dos nossos pais, não teríamos sido cúmplices como eles no sangue dos profetas. » Deste modo confessais que sois filhos dos que assassinaram os profetas! [...]


Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que te são enviados. Quantas vezes quis reunir os teus filhos, como a galinha reúne os seus pintaínhos sob as asas, e tu não quiseste! Pois bem, a vossa casa ficará deserta, porque eu vos digo, não mais me vereis até que digais: «Bendito o que vem em nome do Senhor.»Saindo Jesus do Templo, aproximaram-se d'Ele os seus discípulos para Lhe mostrarem as construções do Templo. Mas ele disse-lhes: Vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra; tudo será destruído.»"Mateus 23, 1-7, 13-15, 23-31, 37-38; 24, 1-2

Muro das Lamentações - Jerusalém
"Chegou o dia dos Ázimos, em que devia sacrificar-se o cordeiro, e Jesus enviou Pedro e João, dizendo: «Ide preparar-nos o necessário para comermos o cordeiro pascal. » Perguntaram-lhe: «Onde queres que o preparemos?» «Ao entrardes na cidade, respondeu, virá ao vosso encontro um homem transportando uma bilha de água. Segui-o até à casa em que entrar e dizei ao dono da casa: O Mestre manda-te dizer: Onde é a sala em que hei-de comer o cordeiro pascal com os meus discípulos? Mostrar-vos-á uma grande sala mobilada, no andar de cima. Fazei aí os preparativos.» Partiram, encontraram tudo como lhes tinha dito e prepararam a Páscoa. Quando chegou a hora, pôs-Se à mesa e os apóstolos com Ele."Lucas 22, 7-14


"Depois do canto dos salmos, saíram para o monte das Oliveiras. Disse-lhes, então Jesus: «Esta noite, todos vós vos escandalizareis por Minha causa, porque está escrito: Ferirei o pastor e as ovelhas do rebanho dispersar-se-ão. Mas, depois da minha ressurreição, preceder-vos-ei a caminho da Galileia.» Tomando a palavra, Pedro respondeu-Lhe: «Ainda que todos se escandalizem de Ti, eu nunca me escandalizarei.» Jesus retorquiu-lhe: «Em verdade te digo que esta mesma noite, antes do galo cantar, Me negarás três vezes.» Pedro disse-Lhe: «Mesmo que tenha de morrer Contigo, não Te negarei.» E todos os discípulos afirmaram o mesmo.



Então chegou Jesus com eles a um lugar chamado Getsemane e disse aos seus discípulos: «Assentai-vos aqui, enquanto vou além orar. E levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se muito. Então lhes disse: a minha alma esta cheia de tristeza, até a morte; ficai aqui e velai comigo. E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas sim como tu queres. E voltando para os seus discípulos, achou-os adormecidos; e disse a Pedro: Então, nem uma hora pudeste velar comigo? Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito esta pronto, mas a carne é fraca."Mateus 26, 30-41
 
Jardim de Getsenane

Etiquetas: ,