Uma paragem imprevista em Asyut

Asyut, nas margens do Nilo, entre o Cairo e Luxor, deveria ter sido uma simples passagem para apanhar o comboio mas transformou-se numa estadia de dois dias! Quando aqui chegamos descobrimos que só teríamos comboio para o Assuão no dia seguinte à meia noite. BAD NEWS!!! Tivemos que arranjar aqui um hotel e tentar passar o tempo.

A cidade é moderna (no contexto do Egipto, claro) e tem cerca de 400 000 habitantes. Asyut tem uma importante universidade que se crê em tempos tenha sido um dos principais locais para preparar extremistas religiosos, que pretendem fazer do Egipto um estado islâmico. Foi aqui, que na década de 90, foram perpetuados vários ataques a turistas dai que não tenhamos pensado passar aqui muito tempo! No entanto, as coisas acabaram por mudar e tivemos que ficar. Até agora, temo-nos deslocado na cidade sem problemas. Claro que evitamos tirar fotos e expormo-nos muito. Temos passado grande parte do tempo nos ciber-cafés. Dai a grande actualização do blog e fotografias!


Asyut, no entanto, nem sempre teve a sua história marcada pela negativa. Com uma posição estratégica entre o deserto líbio e o vale do Nilo foi um importante ponto para rota de caravanas (de escravos) de Darb el-Arabin que vinha do oásis de el-Kharga.

Etiquetas: