Fez - A cidade imperial de Marrocos


Fez e a mais antiga das cidades imperiais de Marrocos. A cidade apresenta duas areas distintas,Fes el-Bali e Fes el-Jedid. O conjunto destas duas areas imperiais deu origem a urbe actual que agora cresceu e compreende tambem bairros novos e modernos. Resolvemos alojar-nos na medida, o que se mostrou uma excelente opcao. Ficamos na Dar Houdou, uma especie de riad com tres quartos, que pertence a um jovem ingles. Foi uma optima escolha. O local e lindo, acolhedor e muito luxuoso! Foi um pouco caro, pelo menos para o nosso budget mas desde que chegamos a Marrocos parece que vivemos num conto das "mil e uma noites".

Iniciamo-nos nesta cidade, patrimonio mundial da Unesco, perdendo-nos na sua medina. No entanto, essa fase passou porque, rapidamente me adaptei a este emaranhado e ruelas e becos sem saida. Assim, comecamos a conhecer o local.
A medina de Fez e encantadora e cheia de vida. A certa altura lembra a India muculmana. Infelizmente aqui nao podemos entrar nas mesquitas e temos que nos limitar a ve-las do lado de fora. No entanto, Fez e muito mais do que mesquitas.

A imagem de marca desta cidade sao as tinturarias e alcacarias. Visitamos duas areas distintas. A primeira e o local onde os curtidores esfolam as peles e as limpam dos restos de carne, pelos e lixos. Aqui os homens trabalham com o auxilio dos burros que permitem transportar as peles posteriormente para as tinturarias. No entanto, antes de la chegarem, as peles sao mergulhadas numa solucao com casca de romazeira ou de mimosa. Posteriormente, as peles sao colocadas a secar pelos terracos da medina.

Tradicionalmente estes locais ficavam longe das areas residenciais e proximo dos cursos de agua, mas aqui, as tinturarias e alcacarias ficam no coracao da medina. Apesar da ma fama do cheiro nauseabundo que emana destes locais (que nao e de todo verdade) sao areas impares em termos culturais. O curtimento das peles e uma arte milenar que permite transformar a pele dos animais em couro macio.

No segundo local que visitamos, os homens lavam as peles secas em grandes quantidades de agua e amolecem-nas em solucoes gordurosas. Os pigmentos naturais permitem depois tingi-las de variadissimas cores. Os homens permanecem mergulhados em tinas de agua e pigmentos e tingem as peles e o corpo. Um olhar atento permite ver as condicoes de trabalho precario destes jovens. Nao aguentam muito tempo mergulhados mas uma "especie de fical" nao permite saidas antecipadas e controla o seu pessoal. Uma visita a estes locais e obrigatoria. E de destacar o facto de que, para se poder observar a tinturaria e necessario entrar atraves de lojas que criaram varandas e que tentam assim extorquir dinheiro aos turistas, quer para entrarem na loja, quer depois para sairem com compras! Mais uma vez me lembrei da India!!!

Etiquetas: ,