Hua Shan e templos taoistas


Na mitologia taoista existem oito figuras semi-históricas que atingiram a compreensão total da realidade e se transformaram em imortais. Em Xi'an visitamos um templo dedicado a estas figuras, o templo dos oito imortais. Com mais de 1000 anos de idade, foi erigido num local onde se diz que os 8 se encontraram numa noite para um banquete! Em termos de arquitectura e decoração, este templo poderia perfeitamente ser um templo budista, com a diferença que as estátuas dos bodhisatvas são substituídas por estátuas dos imortais taoistas e é omnipresente o símbolo da complementaridade do Yin e Yang. Sentia-se algo no ar, uma serenidade no ambiente, algo a que não será alheio o facto de serem poucos os turistas (nacionais ou não) presentes no local.

  
Outro local relacionado com o taoismo, situado perto de Xi'an, é a montanha Hua Shan, uma das 5 montanhas sagradas desta religião. Composta por cinco picos e enquadrada numa cadeia montanhosa que impressiona pelas suas paredes verticais, foi local de eleição para refúgio de místicos taoistas, que viviam em cavernas espalhadas pelas vertentes da montanha, meditando no Tao.

  
Hoje em dia, desse passado só restam memórias e alguns refúgios preservados em templos. A montanha, essa sim, está quase igual, imponente e impassível perante os milhares de turistas (mais uma vez na sua esmagadora maioria, chineses) que sobem e descem os degraus talhados na pedra. O que atrai estes "peregrinos" já não é a procura do significado das coisas, mas sim a espectacularidade da paisagem e a inclinação das subidas (e descidas!).

  
Quanto à dificuldade das vertentes, tenho de confessar que estava um pouco apreensivo, uma vez que tinha visto na net algumas fotos que me deixaram preocupado... E com razão, uma vez que já aconteceram aqui alguns acidentes com turistas. Parece-me, no entanto, que os troços mais perigosos foram fechados ao público e, com a ajuda de um teleférico precioso, é possível subir até um pico a partir do qual se pode subir até aos outros.


Ainda assim, o esforço despendido é enorme, apenas colmatado pelas vistas assombrosas desta montanha e das suas vizinhas. E algumas vertentes continuam a dar fotos que impressionam qualquer um!

Etiquetas: