Barragem das Três Gargantas

Para o último dia do cruzeiro no rio Yangtze estava reservada uma breve visita à famigerada barragem das três gargantas. Projecto gigantesco, em fase de conclusão, diz-se que é a maior obra de engenharia chinesa desde a construção da grande muralha e tem tanto de megalómano como de controverso. Construída um pouco a montante de uma barragem mais pequena (de 1988) e em parte sobre uma ilha fluvial, é, de muitos pontos de vista, a maior barragem do mundo.


Mais de 2 km de comprimento, 180 m de altura e com o maior sistema de eclusas do mundo (por onde nós passamos durante a última noite do cruzeiro), começou a gerar energia em 2005 e tem uma potência de produção eléctrica, quando todas as suas 32 turbinas estiverem em funcionamento, equivalente a 18 centrais nucleares. Muito simplesmente, é o maior gerador de energia eléctrica feito pelo Homem, a partir de uma fonte de energia renovável. (Infelizmente, só pudemos admirar esta construção por fora e a uma certa distância, por isso as maravilhas hidroeléctricas ficam no segredo dos deuses do estado chinês).


Vantagens? (Além da energia...) A redução em alguns milhões de toneladas na emissão anual de CO2 para a atmosfera, uma melhoria substancial na navegação no rio Yangtze (que já é responsável por 70% do movimento fluvial da China) e um controlo muito mais eficaz das cheias sazonais que afectam esta região, sendo muitas vezes responsáveis pela morte de milhares de pessoas.


Desvantagens? (Além do custo, que se estima que tenha rondado os 75 mil milhões de dólares...) A montante da barragem o nível das águas subiu 175m em relação ao nível de base do rio, inundando uma área do tamanho de Singapura e levando à perda irreversível de inúmeros locais de interesse arqueológico, à alteração radical de uma paisagem com uma beleza e um potencial turístico difíceis de igualar e à relocalização de cidades inteiras e realojamento de um total de 1,3 milhões de pessoas. Como disse o nosso guia chinês (que mostrava bem o seu orgulho nesta obra), existem 36 países no mundo com população inferior a este número...


Prós e contras não faltam! Mas como na China não há oposição política ao governo (pelo menos fora das prisões!), não há que perder tempo em discussões e para a frente é que é o caminho! Também tem as suas vantagens e desvantagens...

Etiquetas: